Criador do kernel Linux diz que o ARM64 pode ser o futuro

Conhece o Linus Benedict Torvalds? Ele é o criador do bastante conhecido Linux, kernel que é utilizado em sistemas operacionais como Android e Chrome OS. Porém, diferentemente do que manda o figurino, Benedict tem um comportamento sem “papas na língua” e as vezes até mal educado.

Em recente entrevista dada ao The Register, Linus começou a “disparar a sua metralhadora” de críticas sobre os recentes acontecimentos que envolveram a Intel e as falhas no sistema intituladas Meltdown e Spectre. É válido lembrar que nós já postamos aqui tudo o que sabemos sobre os defeitos que afetam os chips da Intel, AMD e ARM.

Ele diz que em vez da Intel soltar notas informando que os sistemas estão todos funcionando como o esperado, a empresa precisa urgentemente revisar as GPUs e admitir que realmente existem problemas. Ele também cita que “talvez devêssemos começar a olhar mais para o ARM64”.

E essa declaração não deixa de fazer sentido, visto que a Microsoft, no final do ano passado, anunciou que iria lançar agora em 2018 novos dispositivos Windows 10 com o já citado ARM64.

Aparelhos com esse chip da Qualcomm têm como principal característica a conexão sem intervalos à internet. Porém, ele também traz outras qualidades como uma produção mais barata que consequentemente chegará ao valor final dos dispositivos, maior segurança/agilidade em certas funções e uma melhor autonomia de bateria.

Acha que o Linus está certo em citar o ARM64? Comente e não deixe de conferir que Spotify lançou uma versão de seu software para todas as distribuições do sistema Linux.

Fonte: https://www.tudocelular.com/

Share Now

Alberto M. Sato

Engenheiro de Eletrônica e Telecomunicações (CEFET-PR 88), com certificado da Cisco CCNP (Cisco Certified Network Professional), tendo atuado por 11 anos na Telepar / BrasilTelecom nas áreas de te...

Mais Posts De Alberto M. Sato

Posts Relacionados

Deixe um comentário